Cadastre-se como pessoa jurídica e tenha acesso a todos os produtos

Plantas tóxicas para cães e gatos: como proteger o animalzinho?

Plantas tóxicas para cães e gatos: como proteger o animalzinho?

Decorar a casa com flores e plantinhas é uma das coisas mais deliciosas. Qualquer ambiente fica lindo assim, não é? Porém, quem possui animais de estimação deve ter um cuidado redobrado para evitar que eles cheguem perto desses itens tão amados. Isso porque existem algumas plantas tóxicas para cães e gatos.

Bichinhos costumam ser curiosos e geralmente mastigam qualquer coisa ou colocam o focinho em qualquer lugar. Ou seja, galhos, folhas e até mesmo a própria terra são um prato cheio para quem adora fazer uma bagunça e se divertir.

Fato é que muitas pessoas têm se tornado pais e mães de bichinhos durante a pandemia, mas não abrem mão de ornamentar a casa com plantas. Por isso, é fundamental orientar o seu cliente se ele tiver dúvidas sobre esse assunto. Então, leia esse artigo para saber quais são aquelas plantinhas que gatos e cachorros devem passar longe.

 

Quais são as plantas tóxicas para cães e gatos?

Se seu cliente já relatou gostar de plantas, é muito importante que ele conheça bem cada uma delas. Isso porque se alguma for ingerida em excesso, pode causar complicações para o animal. Os sintomas físicos mais comuns são vômitos, vertigem, fraqueza, desidratação, entre outros.

Obviamente, existem muitas outras que são prejudiciais para cães e gatos. Porém, vamos mencionar aqui apenas aquelas mais comuns em casas, apartamentos ou nas ruas. Em seguida, saiba como orientar o seu cliente a agir da melhor forma, caso o bichinho sofra alguma intoxicação.

 

Samambaia

A samambaia é um tipo de planta facilmente encontrada nos lares brasileiros. Ela é volumosa, gosta de umidade e de sombra e geralmente ficam em locais altos. Porém, elas exigem um cuidado especial no adubo e hidratação.

Embora sejam lindas, elas também são tóxicas e podem causar mal aos animais de estimação. Alguns dos principais sintomas são hemorragia na pele, e ainda sangue nas fezes e na urina.

 

Espada de São Jorge

Essas plantas protetoras de ambiente trazem prosperidade aos donos da casa. No entanto, a sua ingestão pode causar dificuldades de respiração e salivação.

 

Comigo-ninguém-pode - uma das plantas tóxicas para cães e gatos

Essa planta serve para proteger a casa de insetos e pragas e podem chegar até dois metros. Infelizmente, ela pode causar inchaço nos lábios dos animais, além de cólicas, náuseas e vômitos.

 

Azaléa

As Azaléas podem ser encontradas em parques e praças, por isso, é importante ter cuidado ao passear com os bichinhos. Elas podem causar vômitos, dor abdominal, diarreia, entre outros sintomas maléficos.

 

Como evitar a intoxicação?

A primeira dica para evitar a intoxicação é realmente conhecer quais são as plantas venenosas e não as comprar. Mas se o tutor não quiser renunciar às plantinhas, outra opção é mantê-las num local de difícil acesso, como muros altos e inacessíveis.

 

O que fazer em caso de intoxicação

No caso de intoxicação, é muito importante que a boca do pet seja lavada com água corrente para remover os resquícios do vegetal. Oriente para que o tutor não provoque vômito ou algo do tipo. Em seguida, ele deve levar o animal a um veterinário. Solicite que ele guarde a planta ou a foto dela para saber qual o tratamento mais adequado para aquele caso de intoxicação.

 

Gostou de conhecer essas plantas tóxicas para cães e gatos? Se você oferece produtos veterinários ao seu cliente, entre em contato com o V2pet para abastecer o seu estoque.