Cadastre-se como pessoa jurídica e tenha acesso a todos os produtos

Como abrir uma MEI: 3 dicas para ter um CNPJ como microempreendedor individual

Abrir uma MEI é o primeiro passo para ter o próprio negócio, sonho de muitos brasileiros que acreditam no seu potencial e querem fazer acontecer. Por isso, se você tem interesse em abrir uma MEI e ter um CNPJ, veja aqui os primeiros passos que você precisa dar para alcançar os seus objetivos.

Durante a pandemia, muitas pessoas passaram a trabalhar para si mesmas e os motivos foram bem variados. Ou seja, algumas foram demitidas dos seus empregos formais, ou então decidiram se profissionalizar numa atividade e se aventurar como autônomo.

Independente das razões pessoais, sem dúvidas, essa é uma oportunidade de gerar uma renda extra para a família ou até mesmo conquistar a independência financeira. Então, leia essa matéria até o final para descobrir dicas incríveis de como abrir uma MEI.

 

Dicas de como abrir uma MEI

O Microempreendedor Individual (MEI) é um profissional autônomo que possui faturamento máximo de até R$ 81 mil reais durante o ano. Ou seja, por mês, ele pode faturar até R$ 6.750 reais. Caso o rendimento seja maior que isso, ele já entrará na categoria de Micro Empresa (ME), que possui outro teto de valores, direitos e responsabilidades.

Vale salientar que o empreendedor terá como direitos o auxílio-doença, aposentadoria por invalidez ou por idade e o salário maternidade. Além disso, ele ainda consegue créditos com juros mais baixos apresentando o CNPJ, além de ficar isento de tributos federais por estar enquadrado no Simples Nacional. Gostou? Confira a seguir dicas prévias de como abrir uma MEI.

 

Consulte as ocupações existentes

Primeiramente, escolha uma área de atuação que você tenha conhecimento. Por exemplo, vamos supor que você tenha domínio na área de vendas e queira abrir o seu próprio negócio.

Então verifique se a categoria que você deseja está na lista oficial. Sem dúvidas, essa é a melhor forma de regularizar a sua situação diante do mercado e até mesmo aumentar a sua credibilidade diante dos clientes. Vamos ao próximo tópico.

 

Conheça as exigências municipais

Agora que você já sabe que pode atuar como MEI, certamente você vai buscar um espaço físico para abrir a sua loja ou outro tipo de estabelecimento. Porém, é muito importante que você faça uma consulta para verificar se a sua empresa poderá realmente funcionar no endereço escolhido.

Então, verifique as possibilidades na Prefeitura da cidade onde você vive. Geralmente o MEI já possui um alvará ou licença de funcionamento gratuita. Além disso, existem outros registros incluídos na numeração do MEI, como alvará de funcionamento provisório, entre outros.

 

Faça o seu registro

Agora que você já escolheu a sua ocupação e o endereço no qual abrirá o seu negócio, é hora de fazer o registro da empresa. Para realizar o cadastro, você deverá acessar o Portal do Empreendedor, com documentos como RG, CPF, título de eleitor, comprovante de renda e comprovação de endereço (caso a sua ocupação exija.)

Ao final do processo, você terá um Certificado de Condição de MEI e um cartão com o número do seu CNPJ. Como falamos anteriormente, aprender a como se tornar MEI lhe dará o direito de comercializar produtos e serviços, abrir um negócio num espaço físico e até mesmo conseguir empréstimos com juros mais acessíveis.

Outro benefício incrível é a possibilidade de comprar com fornecedores de forma mais facilitada. Você pode conseguir descontos e produtos exclusivos, que farão toda a diferença nas suas vendas finais.

E por falar nisso, você já pensou em comercializar produtos veterinários? Pois a V2PET é o fornecedor que pode te ajudar a alavancar o seu negócio nessa fase inicial. Entre em contato para saber as condições especiais que preparamos para quem é microempreendedor individual